“A vida biológica e a emocional não andam juntas.” A afirmação, sábia, caminha junto com aquele conceito, já meio clichê, de que nunca é tarde para começar a fazer algo. Clichê, porém verdadeiro. A citada frase foi dita por alguém que exemplifica a máxima de o sonho não ter idade: aos 80, Hélio Haus faz cinco aulas de balé clássico por dia, atividade que começou a exercer há cinco anos.

Hélio Haus durante aula de balé clássico, na foto que viralizou na internet

Créditos: Reprodução/[email protected]

Hélio Haus durante aula de balé clássico, na foto que viralizou na internet

Seu grande objetivo, agora, é executar movimentos nas pontas dos pés, o ápice do desenvolvimento técnico dos bailarinos. Com dedicação e paciência, Haus dá seus passos orientado pela professora Camile Salles em uma academia na Glória, zona sul do Rio.

Há uma coerência muito grande entre a decisão por começar a praticar balé aos 75 e toda a história de vida construída até então.

Haus conta que sempre gostou de fazer ginástica. E de dança também, nesse caso como expectador das companhias estrangeiras que se apresentavam no Theatro Municipal do Rio.

No tempo em que trabalhava – hoje é aposentado –, nada de sapatilha: gastava era solas de sapato como vendedor de toalhas de banho pelas ruas da zona oeste da cidade. Formado em direito, não chegou a atuar na área.

A estabilidade financeira pós-aposentadoria foi importante para que, enfim, corresse atrás de uma realização que o ajudaria, também, a manter a boa saúde, cultivada com hábitos como o de comer pouco e bem – algo que a elegância de seu corpo não desmente.

Quando a professora Camile publicou nas redes sociais uma foto de seu aluno em exercício, a imagem viralizou. Sinal de que as pessoas, de todas as idades, encontram incentivo para suas próprias vidas ao se depararem com um exemplo verdadeiro de conceitos que muitas vezes parecem ser apenas teses em rodopio.

Ao exercer esse movimento de modelo vivo, pode-se dizer que Hélio Haus já atingiu o topo.

Leia também: Modelo de 83 anos posa de lingerie contra estigmas ao envelhecer

Por QSocial