Trocar o SUV por uma bicicleta. Essa tem sido, por assim dizer, a lógica adotada por muitos americanos na maturidade. Em vez de sair pelas estradas dos EUA em espaçosos trailers para curtir a vida adoidado na aposentadoria, a onda agora é privilegiar as casas compactas sobre rodas.

Créditos: Reprosução/Sausage Nonnas

As "Vovós Salsicha" e suas casas motorizadas

A tendência já era detectada em 2015, quando uma pesquisa revelou que 30% dos ocupantes dos pequenos lares motorizados no país tinham entre 51 e 70 anos de idade.

O hábito tem levado mais e mais empresas, caso da Next Door Housing, a se especializarem em equipar casinhas ambulantes de áreas entre 15 m² e 20 m² com comodidades usuais nas moradas fixas.

Créditos: Reprodução/Tumbleweed Houses

Se a vizinhança não agradar, vai comer poeira

Tais facilidades incluem bancadas e armários mais baixos e banheiros acessíveis para cadeirantes – mas também a instalação de banheiras de hidromassagem e varandas cobertas, como nos modelos customizados pela Tumbleweed Houses.

Exemplos criativos de aventureiros “on the road” não faltam nas terras da América. Bette Presley, por exemplo, caiu na estrada em 2013, aos 72 anos, “desplugada” graças aos painéis que captam a energia solar que abastece sua cabine andarilha de 15 metros quadrados.

Créditos: Reprodução/Sausage Nonnas

Uma só "Vovó Salsicha" também faz verão

E o que dizer das “Vovós Salsicha” (Sausage Nonnas)? Não, elas não são parentes daquele personagem doidão do Scooby Doo. Trata-se de três senhoras que possuem uma casinha sobre rodas cada uma e que percorrem os acampamentos dos States cozinhando para as “salsichadas” de domingo.

Por QSocial