No último dia 6 de fevereiro, foi comemorado o centenário do direito ao voto feminino no Reino Unido, outorgado em 1918 para as mulheres com 30 anos ou mais. A rede de televisão britânica Channel 4 encontrou uma forma inovadora de homenagear a data: elegeu um trio de mulheres centenárias como apresentadoras de seus programas na semana da celebração.

Millie, Beattie e Margaret, as integrantes do trio em questão, nasceram justamente em 1918. E não deram as caras somente na grade normal da emissora: concederam entrevistas em que relatam suas experiências ao longo da vida.

Ninguém melhor que elas, aliás, para contar sobre as mudanças relativas ao universo feminino ao longo dessas décadas.

As versões integrais dos depoimentos das três foram publicadas nas plataformas de mídias sociais do Channel 4, com a marca da hashtag #Vote100.

Créditos: Reprodução/Channel 4

Esta é Millie, que nasceu no ano que em que as mulheres britânicas com 30 anos ou mais conseguiram o direito de voto

O canal também prepara um documentário chamado “100 Years and Counting” (100 anos e contando), que vai abordar mudanças na vida das mulheres ao longo do último século. Entre outros pontos, tratará de coisas que elas não podiam fazer em determinadas épocas, como votar, dirigir ou usar minissaia.

Há muitos lugares no mundo, porém – e são tantos –, em que elas ainda não podem exercer a plenitude de seus direitos. E, em um cenário geral em que o machismo, institucionalizado ou velado, ainda deixa tantas marcas (“and counting”), toda iniciativa que se propõe a exaltar as conquistas do feminino merece uma centena de aplausos.

Por QSocial